Estrias: Causas e Tratamento
03/05/2018 - 8h12 em Saúde
Foto: Divulgação / Arquivo PessoalJuciane Franco é farmacêutica especialista em saúde estética e começa a colaborar com o T&T
Juciane Franco é farmacêutica especialista em saúde estética e começa a colaborar com o T&T

Estrias: Causas e Tratamento

No Post de hoje, vamos falar um pouco sobre as tão temidas estrias!! Vou explicar a vocês o que são, quando ocorrem e as opções de tratamento.

As estrias costumam ser apontadas como uma das maiores inimigas da pele por mulheres que gostam de se cuidar e fazem de tudo para manter pernas, bumbum e barriga lisinhos. 
Existem dois tipos de estrias: as Rubras (estrias vermelhas, jovens) e as Albas (estrias brancas e mais antigas). Elas podem acometer tanto homens quanto mulheres.

As marcas de estrias se formam quando há uma sobrecarga na capacidade elástica da pele, que promove o rompimento das fibras colágenas. E quando isto ocorre??

 

 

Foto: Divulgação / Tudo & TodasEstrias

 

>> períodos de aumento brusco de peso;

>> no famoso efeito sanfona;

>> gestação;

>> período do estirão de crescimento de adolescentes;

>>alterações hormonais;

>> crescimento acelerado dos músculos (musculação).

Dá para prevenir?

É o ideal!

Além da alimentação saudável (que nem sempre é fácil) devemos beber muita água para manter a pele hidratada, aumentado assim sua elasticidade. 

O uso diário de cremes hidratantes também é importante. Escolha produtos a base de uréia (deve-se ter cuidado no caso de gestantes, onde a concentração de uréia não pode passar de 3%!!) combinados com óleos vegetais como amêndoas, uva...

Elas apareceram!! Dá para tratar?

O ideal é iniciar o tratamento o mais rápido possível, quanto mais recente for a estria maior será o sucesso do tratamento!

Foto: Divulgação / Tudo & Todasestrias

Quais as opções de tratamento?

Microagulhamento: o queridinho das famosas!!! O procedimento é realizado com auxílio de um rolinho de minúsculas agulhas que vão causar microperfurações na pele, estimulando a produção de novas fibras colágenas, podendo ser associado ativos farmacêuticos específicos ou não no caso de mulheres no período de amamentação. O procedimento causa leve desconforto mas de um modo geral é bem tolerado, podendo ser utilizado anestésico tópico de acordo com a sensibilidade do paciente. O número de sessões é variável e é definido pelo profissional durante avaliação.

Ácidos:  ativam a renovação celular e a formação colágeno (responsável pela firmeza da pele). Mesmo sendo menos invasivo que outros métodos o ácido só deve ser usado sob orientação de profissional habilitado.

Microdermoabrasão:  É um método não-invasivo que promove uma espécie de 'lixação' na estria. É feita com auxílio de um aparelho que juntamente com a abrasão é feita a sucção para estimular a circulação sanguínea no local. É um procedimento de resultados mais lento, mas muito satisfatório.

Fórmulas de uso tópico e oral: associado aos procedimentos acima, o profissional pode prescrever fórmulas individualizadas para uso home care tanto de uso tópico (diretamente sobre a estria) quanto de uso oral (para estímulo de colágeno de 'dentro para fora').

O indicado procurar auxílio de profissional habilidado. Somente ele é capaz de indicar qual o tipo de tratamento mais apropriado para o seu caso. Mesmo sendo uma disfunção estética, devemos assegurar sobretudo a sua saúde e, além disso, conseguir trazer resultados ainda mais satisfatórios para o problema.

Espero que tenham gostado do post!
Beijos, e até a próxima.

Saúdepor: Juciane Franco

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!